Guia + Minicurso

100 GRÁTIS!

Faça como mais de 10.000 pessoas e dê os primeiros passos para se tornar investidor(a)!

Tenha acesso ao guia e ao minicurso grátis e exclusivos!

Quero Me Tornar Investidor(a)!

Reserva de emergência: o que é? Qual é a importância dela?

Reserva de Emergência

A Reserva de Emergência é a primeira coisa que todo investidor (ou futuro investidor) precisa ter.

E se você ainda não tem, neste artigo você vai entender por que você está em risco! 🚨

O que é Reserva de Emergência

Imprevistos acontecem. Infelizmente podemos ter um problema de saúde, sofrer um acidente, perder o emprego ou um negócio.

Ou simplesmente podemos nos deparar com uma ótima oportunidade, como uma viagem de última hora ou uma possibilidade de bom investimento.

Nessas horas, precisamos ter um dinheiro sobrando, para ser usado em momentos como esses.

A Reserva de Emergência, também chamada de Reserva de Oportunidade, é o “colchão” do investidor.

É uma reserva de dinheiro que nos garante segurança e tranquilidade em momentos instáveis ou de oportunidades de última hora.

Por que você PRECISA de uma Reserva de Emergência

Reserva de Emergência

Temos costumes muito imediatistas, pensando só no presente e ignorando nosso futuro. Isso pode se tornar um problema.

Uma pesquisa do Datafolha revelou que 65% dos brasileiros NÃO tem reservas financeiras para imprevistos.

Ninguém gosta de pensar em imprevistos e emergências. Mas precisamos estar preparados quando isso acontecer.

Ou simplesmente estarmos preparados para usar o dinheiro para uma boa oportunidade de última hora.

Quem não tem uma reserva financeira para momentos assim precisa recorrer a empréstimos, cheque especial, cartões de créditos…

Todas essas alternativas cobram juros altíssimos! Os mais altos do Mercado!

Por isso eles, definitivamente, não devem ser considerados como alternativa inicial.

A Reserva de Emergência será sempre a sua primeira opção. Você não pagará juros a bancos nem financeiras.

Qual deve ser o tamanho da Reserva de Emergência

A ideia é ter uma reserva que, caso você perca a sua fonte de renda, consiga viver, com o mesmo padrão de vida, por um determinado período de tempo.

O valor da reserva de emergência depende do seu trabalho. Quanto mais instável, maior deve ser a reserva.

Se você é funcionário, recomenda-se ter entre 3 a 6 meses de salário em sua reserva.

Caso seja empresário, seria bom ter 12 meses de pró-labore como reserva de emergência.

Onde investir a reserva de emergência

poupar dinheiro

Lembra do Tripé dos Investimentos? Não?! Então leia este breve artigo sobre isso!

Com base nele, precisamos de Liquidez e Segurança (baixo risco).

Ou seja, teremos de abrir mão de uma boa rentabilidade.

Possíveis investimentos são:

No caso dos CDBs, procure um que ofereça, pelo menos, 100% do CDI. Existem opções no Sofisa Direto, Banco Inter e alguns outros.

Quando e como usar a Reserva de Emergência

Veja algumas possíveis situações para uso da Reserva de Emergência:

  • Demissão do emprego
  • Perda ou redução da fonte principal de renda
  • Problemas de saúde
  • Acidentes
  • Uma viagem de última hora ✈️😃
  • Oportunidade de investimento (uma oferta de CDB com alto rendimento ou ações baratas, por exemplo) 💰

Veja que nem sempre serão situações ruins ou negativas!

Para momentos como esses você precisa ter dinheiro guardado e que possa ser utilizado imediatamente.

É importante notar que, sempre que você retirar dinheiro da reserva, você deve repor essa quantia o mais breve possível.

Por exemplo, você resgatou mil reais para aplicar em uma ótima oportunidade de investimento. No mês seguinte (ou o mais breve que puder), você deve repor esses mil reais na sua reserva.

Dessa forma, sua Reserva de Emergência estará sempre lá, pronta para ser usada quando necessário.

A gente espera nunca precisar usar esse fundo para uma emergência. Mas é melhor prevenir do que remediar!

Bons investimentos! 🤑💰