Guia + Minicurso

100 GRÁTIS!

Faça como mais de 10.000 pessoas e dê os primeiros passos para se tornar investidor(a)!

Tenha acesso ao guia e ao minicurso grátis e exclusivos!

Quero Me Tornar Investidor(a)!

Renda variável: o que é? Vale a pena o risco?

Renda Variável

Você sabe o que é Renda Variável? Dizem que é muito arriscado. Será que realmente é tanto assim?! 🤔📈

E se eu te falar que o risco é controlável, que dá pra ganhar dinheiro no curto prazo?

Se você ficou curioso(a), continue lendo e vou te contar tudo!

O que é Renda Variável

Investimentos de Renda Variável recebem esse nome pois suas rentabilidades variam e não são definidas no momento da aplicação, ao contrário da Renda Fixa.

O rendimento pode ser positivo (quando você ganha dinheiro) ou negativo (quando você perde dinheiro).

A Renda Variável atrai muitas pessoas devido à possibilidade de ganhos maiores do que investimentos de Renda Fixa.

Por outro lado, outras pessoas se assustam com ela, pela possibilidade de perda de dinheiro, devido ao maior risco.

Qual é o risco da Renda Variável

O principal objetivo de quem busca a Renda Variável é obter maiores lucros. Alguns buscam isso no longo prazo e outros, no curto prazo.

Conforme o Tripé dos Investimentos, para obter maior rentabilidade, temos que abrir mão de segurança ou liquidez.

No caso da Bolsa de Valores, a liquidez é praticamente diária (basta que haja comprador interessado nos ativos que você está vendendo).

Logo, teremos que abrir mão da Segurança.

É aí que está o risco da renda variável, que muita gente tem medo.

O risco é a oscilação dos preços dos ativos.

Por exemplo, se você comprar ações da Petrobras a R$ 18,00, você espera que elas subam para R$ 19,00, R$ 20,00 ou mais, certo?

Porém, elas podem cair para R$ 17,00, R$ 16,00 ou até bem menos que isso.

No primeiro caso, quando o preço sobe, seu patrimônio também sobe. Se você vender as ações após a alta, você terá realizado seu lucro e colocado o dinheiro no bolso! 💰

Na segunda situação, o preço caiu após a aquisição das ações. Ou seja, seu patrimônio se reduziu.

Em resumo, esse é o risco da renda variável, a volatilidade dos ativos.

Gerenciamento de Risco da Renda Variável

O risco existe. Isso é fato. Porém existem formas de controlar e reduzir o risco.

Existem diversas técnicas e estratégias para minimizar esses riscos.

Esse é um tema bem extenso e existem livros inteiramente dedicados a isso.

Algumas técnicas envolvem:

  • Diversificação
  • Balanceamento
  • Análise Fundamentalista
  • Análise Técnica ou Análise Gráfica
  • e outros

Vou deixar alguns links de artigos e vídeos falando um pouco sobre estratégias para gerenciamento de risco na Renda Variável.

Isso é só o começo. Mas já dá pra ter uma ideia básica sobre como controlar o risco.

O importante é entender que, apesar da existência dele, o risco pode ser gerenciado e minimizado.

Investimentos de Renda Variável

Os principais ativos de Renda Variável são:

  • Ações
  • BDRs (ações de empresas internacionais negociadas na bolsa brasileira)
  • ETFs
  • Fundos Imobiliários

As ações são as mais conhecidas e sempre aparecem na mídia, principalmente quando a Bolsa sobe ou desce muito.

BDRs são recibos de ações internacionais negociadas na Bolsa brasileira. É a forma mais fácil de investir em empresas do exterior.

ETFs são uma espécie de “pacote” de ações. Ao investir em uma ETF, você investe nas ações de um determinado índica, como o Ibovespa.

Os Fundos Imobiliários ganharam bastante visibilidade recentemente, com a queda da Taxa Selic. Eles são fundos de investimentos voltados para empreendimentos imobiliários, porém são negociados em Bolsa, diferentemente dos outros tipos de fundos de investimentos.

Conclusão

A Renda Variável pode proporcionar altos lucros, assim como pode causar grandes prejuízos, se você não estudar bastante e não souber o que está fazendo.

Ela possui riscos, mas, como vimos, eles podem ser gerenciados e reduzidos com algumas técnicas.

Se você quer obter maiores lucros que os proporcionados pela Renda Fixa, você precisa entrar no mundo da Renda Variável o quanto antes!

Mas é importante conhecer bem a Renda Fixa e ter uma parte do seu dinheiro nela. Não é recomendado investir a maior parte do seu patrimônio em Renda Variável.

Se você quiser aprender mais sobre uma excelente técnica de investimentos, leia este artigo.