Guia + Minicurso

100 GRÁTIS!

Faça como mais de 10.000 pessoas e dê os primeiros passos para se tornar investidor(a)!

Tenha acesso ao guia e ao minicurso grátis e exclusivos!

Quero Me Tornar Investidor(a)!

CDB: tudo que você precisa saber sobre esse investimento

CDB: tudo que você precisa saber sobre esse investimento

O que é CDB? Quanto rende? É um bom investimento? Tem imposto de renda? Prefixado ou Pós-fixado?

Neste artigo você vai encontrar todas essas respostas!

Você vai aprender TUDO sobre CDB, um dos principais investimentos de Renda Fixa.

CDBs são muito conhecidos, pois existem em praticamente todos os bancos. Ele costuma ser um dos primeiros investimentos dos investidores iniciantes.

O que é CDB

A sigla CDB significa Certificados de Depósito Bancário.

CDB é um título privado emitido, exclusivamente, por bancos.

Ou seja, é semelhante a um título público do Tesouro Direto. A diferença é que, em vez de ser emitido pelo Governo Federal, é emitido por um banco.

De forma simplificada, quando você compra um CDB, você está emprestando dinheiro para o banco, que devolverá o valor a você, com juros.

Simples, não?! 😃

Esse dinheiro o banco vai emprestar para seus correntistas. E essa é a atividade mais lucrativa par ao banco.

O banco empresta de você pagando juros baixos e empresta para os correntistas cobrando juros muito mais altos.

Assim eles obtém lucros altíssimos, podendo pagar você e ainda ficar com uma enorme fatia do lucro.

Vale lembrar que investimentos em CDBs são garantidos pelo FGC.

CDB é um bom investimento? Rende bem?

CDB e LCI ou LCA

A maioria dos CDBs de grandes bancos são ruins, muitas vezes rendendo menos que a poupança.

Em bancos médios e pequenos você encontra melhores rentabilidades.

Lembrando que o melhor lugar para encontrar bons CDBs são em corretoras de valores.

Mas alguns bancos menores, como Sofisa Direto, Daycoval, Banco Inter e outros, não fazer parceria com corretoras. Portanto é bom ter conta neles, para ter acesso aos produtos que eles oferecem.

Em bancos grandes costumamos encontrar CDBs pós-fixados que pagam 80% do CDI ou um pouco mais. Já em bancos menores, encontramos CDBs de 120% do CDI ou até mais que isso!

Mais adiante você vai entender o que são CDBs pós-fixados e prefixados.

Por enquanto, saiba que, se você quiser investir em CDB, precisará procurar opções em bancos menores, que oferecem melhores rentabilidades.

Tipos de CDB

Da mesma forma como acontece em títulos do Tesouro Direto, existem dois tipos de CDBs: os pós-fixados e os prefixados.

CDBs pós-fixados

Títulos pós-fixados são indexados a um indicador, geralmente o CDI. Você encontrará CDBs que pagam, por exemplo, 90% do CDI, 100% do CDI, 110% do CDI e por aí vai.

Nesse caso, a rentabilidade real depende do CDI. Caso ele aumente, a rentabilidade do CDB também aumentará.

Considerando o CDI de 6,4% ao ano, os CDBs citados acima terão estas rentabilidades reais:

  • 90% do CDI: 0,9 * 6,4 = 5.76%
  • 100% do CDI: 1,00 * 6,4 = 6,4%
  • 110% do CDI: 1,10 * 6,4 = 7,04%

Lembrando que a taxa do CDI não é fixa. Ela varia com frequência (principalmente acompanhando a Taxa Selic). Portanto esses cálculos servem apenas como estimativa.

CDBs prefixados

Os CDBs prefixados são títulos com a rentabilidade pré-definida no momento da contratação.

Por exemplo, CDB de 7% ao ano, 8,5% ao ano.

Nesse caso, a rentabilidade é fixada e independe de qualquer indicador. Se você mantiver o investimento até o vencimento, receberá essa rentabilidade.

Pós-fixado ou Prefixado? Qual é melhor?

Depende do seu objetivo e também da situação da Economia.

CDBs prefixados costumam não ter liquidez. Ou seja, você não pode resgatá-lo quando quiser, apenas no vencimento.

Eles podem apresentar rentabilidades maiores, mas também possuem vencimentos mais longos, como 6 meses, 1 ano ou mais.

Assim como no caso do Tesouro Prefixado, um CDB prefixado vale a pena quando a expectativa da Economia é de redução de juros.

Já os pós-fixados são mais comuns e também possuem maior liquidez. Alguns, inclusive, com liquidez diária. Ou seja, você pode resgatar quando quiser e recebe no mesmo dia (caso o resgate seja feito em dia útil, em horário bancário).

É comum utilizarmos CDBs de liquidez diária para a Reserva de Emergência. Mas procure CDBs de 100% do CDI ou mais! Menos que isso não vale a pena.

Se você puder manter o investimento por um tempo prolongado, poderá encontrar CDBs rendendo 120% do CDI ou até mais!

CDB tem Imposto de Renda?

Sim, CDBs possuem incidência de imposto de renda.

Mas, mesmo assim, a maioria dos bons CDBs rende mais que a poupança.

Como na maioria dos investimentos, a cobrança segue a tabela regressiva de imposto de renda, desta maneira:

  • 22,5% – sobre os rendimentos ocorridos até 180 dias após a aplicação;
  • 20% – sobre os rendimentos ocorridos até 360 dias após a aplicação;
  • 17,5% – sobre os rendimentos ocorridos até 720 dias após a aplicação;
  • 15% – sobre os rendimentos ocorridos após 720 dias da aplicação.

Vale ressaltar que a cobrança incide apenas sobre os lucros (rendimentos), não sobre o valor total aplicado.

CDB é seguro?

Tudo depende do banco que emite o título.

A segurança está ligada ao risco do banco quebrar ou não honrar com os compromissos e pagamentos aos investidores.

Apesar de ser garantido pelo FGC, é sempre bom evitar bancos que tenham muitas dívidas, pouco lucro ou com má saúde financeira.

É possível encontrar CDBs de bons bancos pequenos, como Sofisa Direto, Daycoval, Banco Inter e muitos outros.

A maior rentabilidade está justamente ligada à segurança.

Bancos grandes são muito seguros e, por isso, oferecem menor rentabilidade.

Bancos menores possuem maior risco e, para atrair investidores, oferecem maios rentabilidades.

Esse é o princípio do Tripé dos Investimentos. Quanto maior o risco, mais chances de ter bons resultados, mas também há menos segurança.

Conclusão

CDBs podem ser bons ou ruins. Tudo depende do banco que os emite.

É importante pesquisar e procurar as melhores alternativas. opte por bancos médios e pequenos, mas que sejam sólidos.

Você já investiu em CDB? Tem alguma sugestão ou dica? Deixe um comentário mais abaixo!