Guia + Minicurso

100 GRÁTIS!

Faça como mais de 10.000 pessoas e dê os primeiros passos para se tornar investidor(a)!

Tenha acesso ao guia e ao minicurso grátis e exclusivos!

Quero Me Tornar Investidor(a)!

Renda Fixa: o que é e como ganhar dinheiro com ela

Renda Fixa

Você sabe o que é Renda Fixa? Será que dá dinheiro e vale a pensa investir? 🤔

Hoje existem mais de 3 milhões de pessoas investindo nessa categoria e movimentando mais de R$ 2 trilhões.

Se você quiser saber isso e muito mais sobre esse assunto, continue lendo este artigo!

O que é Renda Fixa

Segundo a CETIP (Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos Privados), que é a instituição responsável pela liquidação de títulos privados, Renda Fixa é:

Renda Fixa representa aquele investimento em que as condições de rentabilidade são determinadas já no momento da aplicação

Em outras palavras, Renda Fixa tem esse nome pois a taxa de rendimento é sempre fixada no momento da contratação do investimento.

Esse tipo de investimento consiste em emprestar dinheiro para alguma empresa ou instituição, como bancos, financeiras, empresas ou para o Governo. Em troca, você recebe uma remuneração.

Quem ganha com isso não é apenas o investidor.

Para quem emite esse título, é uma forma de captar recursos e financiar seus projetos ou negócios, gerando mais oportunidades para nosso País.

É o tipo de investimento indicado para preservar patrimônio, com baixo risco de oscilações.

É, também, recomendado para a sua Reserva de Emergência.

Investimentos Prefixados e Pós-Fixados

Existem duas maneiras de definir a rentabilidade de um investimento em Renda Fixa:

  • Prefixado: quando você sabe exatamente o quanto seu dinheiro vai render;
  • Pós-fixado: quando a rentabilidade está vinculada a uma taxa de juros ou índice, representando um percentual deles.

Investimentos Prefixados

Investimentos prefixados são aqueles cuja rentabilidade (nominal) é conhecida pelo investidor no momento da aplicação.

Por exemplo, ao aplicar em um título prefixado do Tesouro Direto, podemos encontrar rentabilidade de 10% ao ano, 12% ao ano etc.

Ou seja, é possível saber exatamente o valor nominal no vencimento do investimento.

Por exemplo, se você investir R$ 1.000,00 em um investimento prefixado de 10% ao ano, por um ano, no final do período você terá R$ 1.100,00.

Esse montante corresponde aos R$ 1.000,00 aplicados, somados aos R$ 100,00, que correspondem a 10% de R$ 1.000,00.

Investimentos Pós-fixados

Em aplicações pós-fixadas só se conhece o retorno bruto do investimento da aplicação no vencimento. Porém a rentabilidade é fixada em um percentual de um índice, mesmo que ele sofra variações.

Parece complicado? Mas não é, não!

Imagine um vendedor (de carros, roupas ou qualquer outra coisa). Ele ganha comissão por venda de 10%.

Ele nunca sabe o quanto de dinheiro vai ganhar, exatamente, pois depende do volume de vendas que ele fizer, certo?

Mas ele sabe que vai ganhar 10% do total de vendas que ele fizer.

Os investimentos pós-fixados funcionam da mesma forma.

A diferença é que a rentabilidade está vinculada a índices e indicadores como CDI, IPCA e outros.

Exemplos de rentabilidade pós fixadas são:

  • 100% do CDI
  • 95% do CDI
  • IPCA + 5%
  • IPCA + 8%

Os dois primeiros tipos são bem comuns em CDBs. Os dois últimos você encontra nos títulos Tesouro IPCA, do Tesouro Direto, e também em CDBs e outros investimentos de Renda Fixa.

Como esses índices podem variar (para cima ou para baixo), o valor final do investimento só é possível ser conhecido no vencimento.

Tipos de Investimentos de Renda Fixa

Existem diversos tipos de investimentos em Renda Fixa. Os principais deles são:

Conclusão

A Renda Fixa é o ponto de início de praticamente todos os investidores iniciantes.

Seu conceito é simples de entender e facilita a compreensão de outros tipos de investimentos.

É o “porto seguro” para quem não quer correr os riscos da Renda Variável.

Porém, tenha em mente que, conforme o Tripé dos Investimentos, a busca por baixo risco implica baixa rentabilidade.